Mortalidade Empresarial

Discussão fev 6, 2023

1,7% das empresas morre por ano. Após 18 anos, 1/3 das empresas abertas desaparece da economia.

O valor foi calculado com base no estoque total de empresas (CNPJ’s de matrizes) criadas a partir de 2000 e no total de empresas baixadas ou encerradas anualmente até 2022, inclusive.

Pontos Interessantes

Mortalidade Aumentou

O início dos cálculos é o ano de 2000. Pelo início do gráfico, com valores inferiores à regressão, percebe-se que a mortalidade piorou.

O gráfico a seguir destaca, em dois grupos de aproximadamente 11 anos, a mudança de comportamento da mortalidade.

A partir de 2011 (linhas vermelhas), o novo comportamento da alta da mortalidade ao longo da existência das empresas parece mais evidente com uma inclinação gráfica superior.

Crises Pioram Muito a Mortalidade

Observando a mortalidade ao longo do tempo, é possível separar momentos interessantes, onde a linha de mortalidade relativa a cada ano sofreu sobressaltos. São os anos de:

  • 2008
  • 2013-2014
  • 2018-2021

O ano de 2008 foi resultante da crise internacional do subprime. Empresas mais antigas (desde 2000, por exemplo) sofreram mais do que as mais novas. A taxa de mortalidade das empresas mais antigas chegou a ser 5x maior do que a média de sua taxa anual histórica.

Os anos de 2013 a 2014 tiveram causa interna. Pedaladas e déficit. A taxa de mortalidade impactou empresas de todas as idades, com aumento de até 8x mais encerramentos do que a média histórica para a idade da empresas. Novamente, as mais novas tiveram o menor impacto.

Os anos de 2018 a 2021 misturam mudança de governo com pandemia da COVID-19.

A mortalidade de 2018 afetou as empresas de forma distinta. As mais afetadas foram as empresas criadas no período de 2012 a 2014. Talvez tenha relação com crise anterior e a formação de novas empresas mais frágeis, mas isso é apenas uma suposição. O índice de encerramentos chegou a 12x mais encerramentos do que a média histórica.

Em 2021, surge outro ponto interessante. Em plena pandemia, o efeito de mortalidade parece ter afetada muito mais as empresas novas (criadas a partir de 2020) do que as demais empresas mais antigas. A mortalidade chegou a 16x mais do que a média histórica.

Conclusões

Atualmente, estão morrendo mais empresas, em termos percentuais, do que no passado. A causa pode ser menos preparado dos empreendedores, ou ambientes de negócios mais difíceis, ou ambos.

Crises sempre arrastam mais empresas para a extinção, mas a idade da empresas interfere neste arrasto de forma não uniforme.

Ainda, crises internas e globais são piores do que crises de origem externa para o ambiente empresarial.

737 Visualizações 1 Hoje

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *