COPOM no Horizonte: Visão de 18-Out-23

Discussão out 18, 2023

Tendo se passado uma semana desde a última análise das expectativas de mercado para a os cortes da SELIC, partimos agora para um novo cenário de apostas para as próximas reuniões do COPOM. O ponto de destaque essa semana está na mudança das apostas para o primeiro COPOM de 2024, como iremos elencar a seguir.

O Resultado

Utilizando os dados de fechamento de mercado coletados no dia 17 de Outubro, as expectativas de mercado foram:

Taxa SELIC atual: 12,75% a.a.

Decisão de novembro/23:

  • 85% acreditam em QUEDA de 0,50 ou SELIC a 12,25%
  • 15% acreditam em QUEDA de 0,75 ou SELIC a 12,00%

Decisão de Dezembro/23:

  • 75% acreditam em QUEDA de 0,50
  • 25% acreditam em QUEDA de 0,25

Decisão de Janeiro/24:

  • 65% acreditam em QUEDA de 0,75
  • 35% acreditam em QUEDA de 1,00

Constatações

A poucos dias do penúltimo COPOM de 2023, vemos uma aproximação das expectativas do mercado com as falas do Banco Central. Vemos pela segunda semana consecutiva o mantimento das apostas para um corte de 0,5 para 85% do mercado, contra 15% apostando em uma queda de 0,75.

Para o último COPOM de 2023, temos uma mudança no comportamento das apostas, quando comparamos com a última análise, feita no dia 11 de outubro. Na semana passada, obtivemos uma aposta majoritária em um corte de 0,5, comportamento este que perdurou para a nossa análise de hoje. O que podemos destacar de grande mudança para o segundo COPOM é a segunda parcela de aposta, essa semana tivemos 25% do mercado apostando em um corte de 0,25, com uma expecativa inferior as promessas de corte do Banco Central. Esse comportamento de aposta inferior ao do estabelecido pelo Banco Central é visto pela primeira vez desde a última ata do COPOM. Apesar dessas divergências, a maior parte do mercado continua a apostar com base nas falas do Banco Central.

O cenário para 2024 segue sendo um campo de incertezas no que tange as apostas do mercado. Nesta semana, podemos observar uma mudança drástica nas apostas. Nas últimas semanas vimos apostas quase que predominantes em um corte de 1 ponto percentual para a primeira COPOM do ano, porém, na análise de hoje, vemos uma inversão na parcela de aposta, com 65% do mercado apostando em um corte de 0,75. O que pode explicar esse novo cenário de corte para o COPOM de 2024 é o ambiente global, que atualmente se encontra cercado de desconfiança devido os conflitos no Oriente Médio, fazendo uma maior parcela do mercado acreditar em uma desacelaração dos cortes para maior controle da inflação (que de fato virá). Aguardaremos pelas próximas movimentações do mercado.

Análise feita por meio de modelo interno de detectação da expectativa do mercado para SELIC.

228 Visualizações 1 Hoje

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *